Arquivo da categoria: Você sabia?

Presidente dos EUA tem Esclerose Múltipla

Na série de ficção The West Wing, exibida no Brasil pelo canal fechado Warner Channel, o Presidente do Estados Unidos Josiah Edward “Jed” Bartlet, interpretado por Martin Sheen, é paciente de esclerose múltipla.

O assunto é abordado freqüentemente na série. Um exemplo é o drama da decisão do Presidente se recandidatar ou não às eleições depois de ter anunciado sua EM publicamente. O problema não era ter a doença em si, mas sim o fato de não ter revelado o fato à nação e a seus colaboradores mais próximos. Foi um escândalo nacional.

Em nome dos interesses do Partido Democrático, ao qual pertence, Jed Bartlet foi pressionado a anunciar que não se recandidataria. Além disso, queriam sua saída para que o Vice-Presidente assumisse o cargo e lançasse a sua candidatura. Tudo em meio a outros conflitos pessoais. Quando tudo indicava o contrário e apesar de toda a situação, Bartlet decide recandidatar-se de última da hora (episódio Two Cathedrals, 2ª temporada).

Palavras do Presidente Bartlet ao pedir desculpas para sua equipe sobre não ter revelado sua doença, trecho final:

Se nunca dissermos nada, nada que nos traga problemas, nada que possa ser uma gafe, nada que possa indicar que pensamos o que não devemos, nada que indique que pensamos… então isso não é digno de nós, nem é digno de uma grande nação.

O Presidente tem surtos e lentamente, ao longo das 7 temporadas, as incapacitações vão surgindo…

Região sudeste apresenta o maior número de casos

No Brasil, estima-se que existam cerca de 25 mil pessoas com esclerose múltipla (15 pessoas a cada 100 mil), sendo que a região sudeste apresenta o maior número de casos diagnosticados.

A doença é mais comum em populações de origem européia e seus descendentes e é mais presente em regiões de clima temperado como Grã-Bretanha, Norte dos Estados Unidos e Canadá.

Fonte: UOL

Editado por Tica e Teca

Fumar ‘dobra’ chance de esclerose múltipla

BBC Brasil

Fumar pode aumentar consideravelmente o risco de desenvolver esclerose múltipla, segundo um novo estudo da Universidade de Bergen, na Noruega. A pesquisa, feita com 22 mil noruegueses, descobriu que os fumantes têm quase o dobro (1,8 vez) da chance de desenvolver a doença dos não-fumantes. O aumento do risco verificado foi maior nos homens do que nas mulheres.

(…) Os pesquisadores noruegueses descobriram que as chances de ter a doença aumentavam entre os fumantes independentemente do fato de eles terem deixado o vício ou não. (…) Nos casos pesquisados, a doença geralmente apareceu 15 anos depois de o vício de fumar ter sido iniciado.

(…) Gary Franklin, um neurologista da Escola de Saúde Pública e Medicina Comunitária da Universidade de Washington, disse que o hábito de fumar pode contribuir para o desenvolvimento da doença em pessoas que já têm propensão genética. “Nem os fatores genéticos nem os fatores ambientais podem, sozinhos, causar a doença”, afirmou Franklin.

Assuntos Relacionados: