Arquivo da categoria: * Sobre

1 ano!

Hoje, 01.03.2007, completamos 1 ano no ar!

Parabéns para nós, as editoras – permanecemos sem surtos durante esse tempo -, e para nossos leitores que nos acompanharam neste ano de “esclerosices”!

E a partir de agora…

Blog Esclerose Múltipla – Ano II

Sobre as autoras

Duas (im)pacientes de Esclerose Múltipla (EM) que estudaram juntas na adolescência em Niterói, RJ. Em 2006, com 35 anos de idade, decidiram unir seus conhecimentos acadêmicos de Medicina, Direito e Marketing à sua cultura geral e compartilhar informações sobre essa doença incompreendida por muitos.

A esclerose múltipla é uma das doenças que as pessoas mais associam à velhice. Mas é na juventude, a partir dos 20 anos, que ela começa a se manifestar. A doença evolui em crises – e seu desenvolvimento é imprevisível. Essas crises podem levar a dificuldades para ver, ouvir e andar, e também a falhas de memória. A partir da década de 80, com a precisão das imagens obtidas por exame de ressonância magnética, a esclerose múltipla passou a ser diagnosticada mais precocemente. Os remédios progrediram bastante nos últimos anos. Os medicamentos mais modernos aumentam o intervalo e diminuem a intensidade das crises. Doença sem cura nem causas conhecidas, a esclerose múltipla surge de uma falha nas defesas do organismo. Em algum momento, o sistema imunológico começa a perceber o próprio corpo como inimigo. Na esclerose múltipla, o “alvo” é a mielina, substância importante na comunicação entre os neurônios. (Fonte)

Esclerose Múltipla não ‘pega’, mas nosso alto-astral é contagiante; não é ‘doença de velho’ nem problema mental – nossas faculdades mentais vão muito bem, obrigada, embora nossos maridos afirmem o contrário…

Divirtam-se, aprendam, sintam e protestem conosco! 😉

Uso do nosso material

Gostou do nosso material e quer usá-lo em algum outro lugar (seu site, blog, trabalho escolar/acadêmico, material impresso)? Por favor, informe a fonte – o blog Esclerose Múltipla – e o link para o assunto citado. Nos casos de artigos que não são de nossa autoria, não se esqueça de também citar a fonte original que consta deles. Obrigada!

Mais detalhes em nosso Termo de Uso.

Receba nossas atualizações automaticamente

CLIQUE AQUI E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES POR E-MAIL

– ou –

Adicione nosso RSS ao seu leitor!

Quer saber quando atualizamos o conteúdo de Esclerose Múltipla mas não tem tempo de passar por aqui toda hora? Fique sabendo de nossas atualizações automaticamente através do sistema RSS!

RSS (Really Simple Syndication) é uma tecnologia usada em web sites para a distribuição de seus conteúdos mais atualizados. Os usuários podem selecionar os sites de seu interesse e inscrever-se para a recepção automática desses conteúdos (denominados feeds). Através de um arquivo criado pelo site é possível identificar títulos, resumos e links para as matérias completa dos conteúdos atualizados no site.

Utilizando RSS, você recebe este avisos de atualização no seu computador e em tempo real, sem que você tenha de navegar até o site. Tudo é automático, a informação vai até você e não o contrário. O programa leitor de RSS o avisa assim que existir uma nova notícia. Funciona como um agregador geral de notícias.

Existem vários programas para ler RSS. O FeedReader, por exemplo, é um programa grátis, leve e com um tamanho pequeno para download (1,5 mb). Baixe o programa sem nenhum custo e comece a receber nossas novidades.

Para sua comodidade, baixe também tradução do programa para o português do Brasil e, depois de instalado o programa, salve o arquiva da tradução com o nome translation.lng e coloque o arquivo na mesma pasta onde está o programa (normalmente C:Arquivos de programasFeedReader) – automaticamente ele passará a abrir no idioma: Português do Brasil.

Existem também inúmeros programas e add-ons para Internet Explorer e Firefox que fazem leitura de RSS.

Adicione nosso RSS ao seu leitor!